quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Ansiedade

Ela me pertuba, não consigo pensar em nada, é só confusão. Estou pior nos últimos dias, achei que quando chegasse as férias as coisas melhorariam, mas aconteceu o contrário. Muito tempo sem ocupar a cabeça com coisas importantes só trouxe problemas, não queria continuar a tomar a mesma dose de remédio, mas tenho medo que se eu baixar a dose entre em depressão ou então me suicide em um momento de loucura. As coisas estão difíceis, preciso que esse mês passe logo, preciso saber o que vou fazer dá minha vida, criei metas para 2017 que estou sem ânimo para cumpri-las. Quero me tornar uma pessoa melhor, mas sinceramente não sei se tenho forças, só sinto vazio. Esse podia ser meu ano né? Gostaria muito que as coisas mudassem, comecassem a dar certo. É pedir muito? Acho que sim, afinal não sou a única que está infeliz com o rumo da vida. Estou desabafando porque não tenho ninguém para dizer isso, queria estar bêbada, chorando horrores e desabafando com um amigo, não moro sozinha então neste momento é impossível. Por algumas horas queria esquecer da minha existência. Me sentir leve, sem problemas e preocupações. Ansiedade por favor me deixe. Sinto sua presença deformada em mim, fazendo meus músculos se contraírem, nem quando durmo relaxo, estou sofrendo de insônia ultimamente, acordo cedo para manter cansada o suficiente para dormir no outro dia. Isso está acabando comigo!


segunda-feira, 11 de julho de 2016

A vida é difícil. Quando se é criança, pensa que a vida será cheia de aventuras e alegrias, mas quando se torna adulto percebe que não é assim. Os desafios são muitos e os anos passam tão rápidos que não conseguimos evoluir junto. A sensação é de não pertencer no momento atual, sempre há uma vontade de voltar ao passado e fazer algo diferente. No entanto não existe isso, apenas existe solidão.
Essa solidão invade tantas vezes que nem percebemos mais ela, apenas nos acostumamos. Hoje, ela já é uma antiga companheira. Há anos desfruto dessa sensação inoportuna.
Gostaria que isso mudasse, realmente queria, no entanto é tão difícil se livrar dela quanto um câncer em metástase. Vou vivendo com ela e me acostumando com esse vazio, torcendo que um dia tudo isso acabe, apesar de achar difícil isso acontecer.
Gostaria de saber se as pessoas se sentem assim também, porque se esse mesmo sentimento atinge a todos, não vejo razão na vida além do sofrimento. Que deus é esse que as pessoas pregam? Um deus que deixa pessoas sofrerem durante anos, vivendo apenas alguns flashes de alegria. Acredito que seja um sádico, ou no mínimo um experimentalista brincando em seu laboratório com a vida das pessoas e analisando suas reações.
Por isso, prefiro acreditar que a força criadora da vida não seja pensante, motivada por vontade própria. Minha ideia de deus é uma fonte de energia criadora de tudo, apenas energia que não pode ser destruída e sempre esteve lá. Está existindo em mim e em todas as coisas, sem motivação alguma. Um oportunista nato. 

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Três anos depois, mais 14 kilos e "depressão"

Oie gente, não posto aqui faz quase três anos. Por que? porque eu simplesmente eu desisti da ana. Estava sempre depressiva, insegura, mal humarada, sozinha e simplismente dei adeus para ela. Comecei a comer tudo que tinha vontadade e pior, antigamente ainda tinha vergonha de comer perto dos meus pais, o que não esta acontecendo mais. Hoje, como muito mais do que costumava comer e me alimento terrivelmente, hoje tenho mais dinheiro passo o dia inteiro fora estudando e só como o que quero e a quantidade que me agrada. Resultado: engordei aproximadamente 14 kg (aproximadamente porque quase não me peso, pois os números só aumentam).
Minha mãe, meus amigos e até os médicos me diziam pra emagrecer, antigamente se alguem insinuar que eu estava um pouco acima do peso já era motivo de eu entrar em uma bad eterna, atualmente eu apenas ignoro. Isso me assusta, porque eu aceitei ser gorda, aceitei estar acima do peso, aceitei ser inferior, aceitei essa forma horrosa. Evito me olhar no espelho, quando olho, evito olhar meu corpo. Hoje odeio comprar roupas, pois não me servem e se servem ficam horríveis em mim. Estou no manequim 42 (já deve ter aumentado) antigamente estava no 38 e sentia vergonha. Fim de ano, cheguei a ir a uma loja de moda maior ( para obesos) pois precisava de um vestido e não encontrava nas lojas, pois a maioria era tamanho único e o pior quem deu a ideia foi minha mãe. Graças a deus não cheguei nem a provar, pois era obviamente muito grandes até pra mim.
Qualquer pessoa normal já teria mudado seus abtos, não? Mas não foi o que eu fiz, depois de dois anos tentando passar no vestibular para o curso que eu queria, eu falhei. Meus pais desistiram de mim, e eu podia ter evitado, mas por ser uma escolha mais fácil ganhei uma bolsa em uma outra universidade e em outro curso. E aos 18 anos, me sinto fracassada, triste, velha de mais, não tenho coragem de dizer para meus parentes e amigos que odeio o que faço, que odeio esse curso, que odeio minha vida. Meu pai gastou tanto com material pra mim e tem tanta gente querando a opurtonidade que eu consegui que não me sinto no direito de desistir. Depressiva, descontei todo minha agonia na comida, presa na minha própria ilusão que não estou tão feia, tão gorda, hoje a imagem que eu vejo me engana, como se eu não estivesse gorda, meu subconciente me preservando de um colapso. Apesar de todo peso, das roupas não me servirem, de todas as pessoas me dizendo o quanto engordei.
Ao mesmo tempo que quero me acomodar e ficar do jeito que estou pra evitar todo esforço e ficar na minha zona de conforto, sei que preciso tomar uma medida drástica e estabelecer metas curtas pra não desanimar no meio do caminho e voltar finalmente no peso que me torne pelo menos uma pessoa saudável. Mas de tanto tentar e falhar, não acredito que eu consiga. Isso me faz desistir antes mesmo de tentar. Desisti de dois sonhos: ser magra e ser médica. E não tenho forças pra voltar atrás. Apesar de ter sido diagnosticada com depressão, não consigo me sentir assim. Acho que estou aonde estou por incopetencia minha, porque sou fraca. Não vou culpar uma doença que na verdade é só uma mera desculpa pra não mostrar o verdadeiro problema que é minha falta de perseverança e esforço!

OBS: desculpem os erros - caso alguém tenha lido- simplesmente não estou com vontade de consertar

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Desabafo

Me desculpem vir aqui assim, mas eu preciso muito desabafar. Estou gorda, gigante, horrível, me sentindo um lixo, me estreça o fato de ser tao burra de comer  mesmo sabendo que depois vou  me sentir mal. Estava indo tao bem, então por que, por que eu voltei a agir como uma idiota e ter compulsões atrás de compulsões. Eu fui hoje no dentista com a minha amiga ela quis se pesar,  ela emagreceu 4 kg, eu sou tao egoísta, mas ela já é magra e eu aqui gorda, uma verdadeira porca e não paro de comer pra emagrecer, faz tempo em que não sinto mais a ana, eu quero me sentir limpa, quero sentir que estou comendo menos e gastando mais cal. Me desculpem sou uma idiota eu sei, sei que só depende de mim, sei que já disse isso um monte de vezes mas vou parar de comer, fazer mais exercícios preciso me dedica, tenho vergonha de mim mesma, eu não quero me sentir assim, posto aqui meu progresso nem que seja só pra dizer o que comi, mas não vou ficar mais longe da ana e nem do blog, me desculpem, espero compensa-las no proximo post.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Goorda

Voltei de viagem sexta dia 11, as ferias foram ótimas fiquei numa casa alugada em Canasvieiras Florianopolis fui pra praia, piscina, comprei varias coisinhas, me diverti bastante com minha prima, só quee comi de mais, resultado 4 kg a mais, da pra acreditar?? em duas semanas! me pesei sexta e tava com 61 kg nunca pesei tanto, da pra imaginar minha reação quase cai pra trás quando vi os números na balança. Comecei sábado minha dieta, ontem (quarta-feira) me pesei e perdi -2 kg, estava com 59 kg, não sei como k, mais enfim to firme, não to fazendo AF, acho que começo segunda para dar um UP na minha dieta, quero voltar para os 55 kg até a volta as aulas, será que consigo? a verdade que eu to meio insegura depois de tudo isso, eu preciso me esforçar esse ano, tenho que alcançar meu objetivo, preciso. Desculpe não falar mais sobre  a dieta, vou esperar perder mais uns kg para contar sobre ela, mas enfim me desculpem a demora para postar de novo estava sem coragem, vou passar nos seus blogs, beijos:*

sábado, 29 de dezembro de 2012

objetivos e metas para 2013

Tumblr_mftgapwxk81r0iu0uo1_400_large

Olá meninas vim aqui desejar um ótimo reveillon!!  e que esse ano seje muito muito muito muito.... melhor para vocês e para mim, um ano repleto de sonhos realizados e muita felicidade. 
Passei também para postar minhas metas, objetivos... enfim, não são muitos, mas vou ter que suar a camisa para alcança-los:
passar no vestibular da unioeste, (inicialmente medicina)
alcançar 45kg (minha meta de anos)
 Ser a melhor da sala de aula
melhorar ainda mais na guitarra (quem sabe um dia supero o Slash haha)
Acho que são esses meus objetivos, poucos, mas que quero muuuito realiza-los e vou conseguir!! hehe 
beijos, vou viajar, volto em menos de 2 semanas:* 

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

I'm sad


Meu natal foi péssimo e bom, bom porque consegui me divertir com meus familiares, péssimo porque eu não alcancei minha meta de emagrecer e aposto que estou ainda mais gorda, pior do que isso é que falta uma semana para minha viagem, e eu ainda estou obesa, fico pensando como vai ser a reação de quando meu parentes de longe ver eu em comparação com minha prima que já era magra, ainda mais magra, sou um total fracasso, me desculpem por isso, eu não queria me sentir como se estivesse perdendo peso para agradar os outros, queria só perder peso para me sentir bonita bem com qualquer coisa, mas  cada vez mais parece que estou querendo isso por pressão das pessoas que estão em volta e aprovação, não sei se vocês se sentem assim, mas é como me sinto. Quero perder pelo menos o que eu devo ter engordado nesse natal  para não acumular com a festa de ano novo, um saco essas comemorações uma atrás da outra, um desespero para nos anas. Estou realmente me sentindo mal, parece que meus braços, bochechas, barriga e pernas estão explodindo, vou ajudar minha mãe e andar de noite, fazer lf e esperar que me sinta um pouco  menos culpada.   Prometo passar antes do ano novo, para postar minha metas para 2013! haha pode ater dizer que não adianta e que todo mundo acaba quebrando essas promessas, mas concerteza nos faz muito bem, pesar que outra pagina de nossa vida foi deixada para traz e temos outra possibilidade de fazer tudo certo nesse ano.beijos, passarei nos vossos blogs