sexta-feira, 10 de julho de 2015

Três anos depois, mais 14 kilos e "depressão"

Oie gente, não posto aqui faz quase três anos. Por que? porque eu simplesmente eu desisti da ana. Estava sempre depressiva, insegura, mal humarada, sozinha e simplismente dei adeus para ela. Comecei a comer tudo que tinha vontadade e pior, antigamente ainda tinha vergonha de comer perto dos meus pais, o que não esta acontecendo mais. Hoje, como muito mais do que costumava comer e me alimento terrivelmente, hoje tenho mais dinheiro passo o dia inteiro fora estudando e só como o que quero e a quantidade que me agrada. Resultado: engordei aproximadamente 14 kg (aproximadamente porque quase não me peso, pois os números só aumentam).
Minha mãe, meus amigos e até os médicos me diziam pra emagrecer, antigamente se alguem insinuar que eu estava um pouco acima do peso já era motivo de eu entrar em uma bad eterna, atualmente eu apenas ignoro. Isso me assusta, porque eu aceitei ser gorda, aceitei estar acima do peso, aceitei ser inferior, aceitei essa forma horrosa. Evito me olhar no espelho, quando olho, evito olhar meu corpo. Hoje odeio comprar roupas, pois não me servem e se servem ficam horríveis em mim. Estou no manequim 42 (já deve ter aumentado) antigamente estava no 38 e sentia vergonha. Fim de ano, cheguei a ir a uma loja de moda maior ( para obesos) pois precisava de um vestido e não encontrava nas lojas, pois a maioria era tamanho único e o pior quem deu a ideia foi minha mãe. Graças a deus não cheguei nem a provar, pois era obviamente muito grandes até pra mim.
Qualquer pessoa normal já teria mudado seus abtos, não? Mas não foi o que eu fiz, depois de dois anos tentando passar no vestibular para o curso que eu queria, eu falhei. Meus pais desistiram de mim, e eu podia ter evitado, mas por ser uma escolha mais fácil ganhei uma bolsa em uma outra universidade e em outro curso. E aos 18 anos, me sinto fracassada, triste, velha de mais, não tenho coragem de dizer para meus parentes e amigos que odeio o que faço, que odeio esse curso, que odeio minha vida. Meu pai gastou tanto com material pra mim e tem tanta gente querando a opurtonidade que eu consegui que não me sinto no direito de desistir. Depressiva, descontei todo minha agonia na comida, presa na minha própria ilusão que não estou tão feia, tão gorda, hoje a imagem que eu vejo me engana, como se eu não estivesse gorda, meu subconciente me preservando de um colapso. Apesar de todo peso, das roupas não me servirem, de todas as pessoas me dizendo o quanto engordei.
Ao mesmo tempo que quero me acomodar e ficar do jeito que estou pra evitar todo esforço e ficar na minha zona de conforto, sei que preciso tomar uma medida drástica e estabelecer metas curtas pra não desanimar no meio do caminho e voltar finalmente no peso que me torne pelo menos uma pessoa saudável. Mas de tanto tentar e falhar, não acredito que eu consiga. Isso me faz desistir antes mesmo de tentar. Desisti de dois sonhos: ser magra e ser médica. E não tenho forças pra voltar atrás. Apesar de ter sido diagnosticada com depressão, não consigo me sentir assim. Acho que estou aonde estou por incopetencia minha, porque sou fraca. Não vou culpar uma doença que na verdade é só uma mera desculpa pra não mostrar o verdadeiro problema que é minha falta de perseverança e esforço!

OBS: desculpem os erros - caso alguém tenha lido- simplesmente não estou com vontade de consertar

Nenhum comentário:

Postar um comentário